Deprecated: Hook custom_css_loaded is deprecated since version jetpack-13.5! Use WordPress Custom CSS instead. O Jetpack não é mais compatível com CSS personalizado. Leia a documentação do WordPress.org para saber como aplicar estilos personalizados ao seu site: https://wordpress.org/documentation/article/styles-overview/#applying-custom-css in /home/u249530162/domains/blogpontodevista.com/public_html/old_blogpontodevista/wp-includes/functions.php on line 6078
João Lyra – Blog Ponto de Vista

Tag: João Lyra

Carreata em Caruaru mostra a força de Armando

Carreata em Caruaru mostra a força de Armando

Mais de mil veículos, entre automóveis, motocicletas e até mesmo caminhões-cegonha levaram a onda da mudança para a Capital do Forró, na tarde deste domingo (30). Faltando uma semana para a eleição, Armando Monteiro (PTB) chega à reta final mostrando que o sentimento das ruas de Caruaru é o mesmo do que se vê nas outras cidades do Estado.  "As pessoas querem mudar. Querem tirar do poder esta turma que acha que Pernambuco tem dono. Quem é dono de Pernambuco é o povo", afirmou momentos antes do início do cortejo. Ao lado de Armando no caminhão que percorreu bairros populosos e tradicionais da cidade, como Vassoural, Salgado, São Francisco e Santa Rosa; estavam a prefeita Raquel Lyra (PSDB), o ex-governador João Lyra (PSDB), os candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Daniel Coelho (PPS), a deputada estadual Priscila Krause (DEM), o prefeito de Santa Cruz de Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), e a candidata à Assembleia Legislativa Alessandra Vieira (PSDB). "O povo de Caruaru foi discriminado pelo governo. Mas quem sofreu foi o povo. Caruaru tem obras importantes, como o Hospital da Mulher, que não saiu do papel. Isso porque esse governo tem como prática mentir. Não entrega as promessas que cumpriu e agora renova um novo pacote de mentiras por puro cálculo eleitoreiro", destacou. "Por onde andamos vemos que todos querem mudar. Porque, se não mudar, fica tudo como está", enfatizou Armando, que já tinha realizado uma grande carreata em Serra Talhada, no Sertão, pela manhã. “A população está atrás das grades e os bandidos, soltos” Pouco depois de Caruaru, Armando participou, em Agrestina, no início da noite, de mais um ato público que reuniu milhares de pessoas. O candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mudar voltou a bater forte na péssima política de segurança conduzida pelo governador nos últimos anos. "A segurança explodiu. As pessoas estão atrás das grades e os bandidos, soltos. Eu vou tomar a segurança nas minhas mãos. Isso vai ficar no gabinete do governador. Eu já disse e repito: os bandidos não vão ter vida fácil quando a gente chegar lá", disse Armando, referindo-se à proposta do Comando Cidadão, uma das mais elogiadas medidas que vem apresentando. Ao lado dos prefeitos de Agrestina, Thiago Nunes (MDB), e de São Joaquim do Monte, Joãozinho Tenório (PSDB), Armando ainda convocou o povo para se engajar ainda mais na campanha, que se revela a cada dia mais bem recepcionada. "Faltam sete dias. Essa turma aí é prepotente e arrogante. Pensa que Pernambuco é deles. Não é, não. Nós vamos mostrar a eles. Vamos pegar no serviço para conquistarmos essa grande vitória", finalizou. Foto: Ricardo Labastier/Divugação [...]
“Pernambuco é que está arrependido de ter votado em Paulo”, diz João Lyra

“Pernambuco é que está arrependido de ter votado em Paulo”, diz João Lyra

Com a autoridade de quem foi governador e vice de Eduardo Campos durante oito anos, João Lyra Neto reagiu de maneira dura à tentativa de Paulo Câmara de evitar o desgaste por ter lutado contra a eleição de Dilma em 2014, ao apoiar Aécio Neves, e de ter trabalhado diretamente para levar Michel Temer ao cargo quando patrocinou o impeachment da ex-presidente dois anos depois. “Paulo tenta justificar o injustificável. Foi ele, como vice-presidente nacional do PSB e como governador, junto com outros, quem promoveu a chegada de Temer ao Palácio, lutando para derrubar Dilma”, enfatiza João Lyra. “Mas o pior é ter abandonado todo o legado que construímos sob a liderança de Eduardo Campos. Ele abandonou o Pacto pela Vida, deixou UPAs, hospitais e escolas pela metade, prometeu e não honrou os compromissos que assumiu e, por isso, Peranambuco vive hoje uma situação de paralisia”, acrescenta. Na avaliação de João Lyra, Paulo Câmara tenta transferir para outros os erros que cometeu e o despreparo para ocupar o cargo. “Eduardo não ficava se lamentando, culpando as pessoas. Ele chamava todos nós, ia à luta, enfrentava e resolvia os problemas. Paulo é o contrário. Até Estados governados por adversários do Temer, como a Paraíba, a Bahia e o Ceará continuam crescendo, reduzindo a violência e avançando, enquanto Pernambuco parou”. [...]
Radar Político (05/03) – O desafio da Oposição para apresentar o candidato a governador

Radar Político (05/03) – O desafio da Oposição para apresentar o candidato a governador

Percebendo que o lançamento de duas candidaturas pelo grupo oposicionista composto pelo DEM, PSDB, PTB, Podemos, PRTB, PRB e PV sofria resistência entre deputados e não empolgava a outros aliados, o grupo encabeçado pelos senadores Armando Monteiro e Fernando Bezerra, além do ministro Mendonça Filho, do deputado federal Bruno Araújo e pelos ex-governadores João Lyra e Joaquim Francisco, decidiu reavaliar a estratégia e anunciou que entrará em campo com apenas uma única chapa. A terceira edição do evento “Pernambuco Quer Mudar”, ocorrida em Caruaru, no último sábado, foi o momento escolhido pelo grupo para anunciar não apenas a decisão, mas também a ocasião acertada para colocar o mês de abril como período limite para a apresentação da chapa majoritária. Embora ainda não se saiba o critério que será utilizado para a escolha do nome que encabeçará o projeto, a oposição tem pela frente o desafio de realizar uma fina engenharia política que ofereça uma chapa competitiva para disputar não só o Governo do Estado, mas também as duas vagas para o Senado. Até agora o único consenso entre os líderes é que a chapa deverá ser formada com nomes que contemplem a todas as regiões do estado, como forma de passar a imagem de que este movimento pretende integrar Pernambuco do litoral ao sertão. A dúvida fica apenas em relação a quem caberá encabeçar o projeto, se Armando Monteiro ou Fernando Bezerra. Desta decisão dependerá a montagem do restante da chapa e a atração de novos aliados. Até agora quem leva vantagem na disputa é Armando Monteiro, que além de está a frente nas pesquisas, tem um partido que pode chamar de seu, enquanto Fernando Bezerra trava uma disputa desgastante com Jarbas e Raul Henry pelo comando do MDB no estado e patina nas intenções de voto . Mobilização - A prefeita Célia Sales e o seu esposo Romero Sales mostraram força e prestígio ao mobilizar uma grande comitiva de Ipojuca para a terceira edição do evento “Pernambuco Quer Mudar”. Em número e animação a caravana liderada por eles desbancou a de muitos prefeitos do Agreste. O próximo evento está marcado para o dia 7 de abril, em Ipojuca. A prefeita promete fazer dele o maior de todos até agora realizados. O momento é outro – A eleição de 2018 deverá ser para o deputado Fernando Monteiro (PP, imagem) bem diferente de como foi a de 2014, ocasião que alcançou apenas 50 mil votos e ficou na segunda suplência. Vaga certa - Articulado, Fernando Monteiro ampliou consideravelmente a sua base de apoio que atualmente conta com nada mais, nada menos que 14 prefeitos, entre eles o de Buíque, Carpina, Ipubi, Santa Filomena, Panelas, Primavera, Pesqueira e Santa Maria da Boa Vista. Com um time tão robusto Fernando tem tudo para ultrapassar 100 mil votos e garantir uma das 25 vagas de deputado federal com facilidade. Sem calda - A filiação de Cal Volia ao PP não foi bem recebida por deputados estaduais que participarão do chapão. Até então contabilizado como pré-candidato pelo PSD, Cal Volia optou por seguir o caminho mais fácil de ser eleito ao invés de servir de calda para os deputados do PSB, PSD e PR. A tensão quanto ao alto ponto de corte que a coligação exigirá, tem levado alguns parlamentares a avaliarem a mudança de partido na tentativa de salvar o mandato. Barrada – Considerada como candidata de competitividade mediana em uma disputa pelo chapão da Frente Popular, a deputada estadual Roberta Arraes (PSB, imagem) tem tentado viabilizar a sua entrada na chapinha do PP. No entanto, a pressão de pré-candidatos e atuais deputados do partido têm impedido a entrada de outros políticos de mandato na sigla. A deputada tem a compreensão que a permanência no PSB exigirá dela muito mais do que os 38 mil votos que a colocou na 4ª suplência em 2014. Racha – A disputa por apoios entre a pré-candidata a deputada estadual Alessandra Vieira e o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), em Santa Cruz do Capibaribe, tem provocado um verdadeiro racha na base de apoio à gestão do prefeito Edson Vieira (PSDB). Dos 10 vereadores da base três já declararam apoio a Diogo. São eles: Toinho do Pará, Júnior Gomes e Ronaldo Pacas. Outros três já estão em conversas bem avançadas com o primeiro-secretário da ALEPE. Quem não dá assistência... - O deputado Romário Dias (PSD) terá uma audiência com o governador Paulo Câmara esta semana. Ele não esconde de ninguém a insatisfação em relação ao tratamento recebido pelo Palácio. Caso não lhe ofereçam a atenção merecida, não será novidade alguma o seu desembarque da Frente Popular. ... pode perder para a concorrência - Recentemente o deputado estadual José Humberto convidou Romário para retornar ao PTB, partido pelo qual ele foi eleito em 2014. O aceno foi realizado no plenário da ALEPE, na frente de todos os outros parlamentares. Pagando... – O deputado federal Marinaldo Rosendo continua trabalhando duro para ampliar a sua base de apoio em busca da reeleição. Na Mata Norte ele está fechando um grupo no município de Paudalho. Entre as lideranças que o apoiarão estão o vereador Júnior do Estrumo (PSB), o ex-vereador Teto do Povo e alguns suplentes. ... a fatura - Marinaldo também está em conversa avançada com outros dois vereadores, tudo isso com a anuência do ex-prefeito Eufrásio Gouveia e do prefeito Marcelo Gouveia. A abertura do espaço se dá pelo apoio que a família Gouveia recebeu do deputado na eleição de 2016 e pelas emendas que ele enviou para o município. Vale lembrar que o deputado federal do prefeito de Paudalho é Ricardo Teobaldo (Podemos), político que fará dobradinha com Gustavo Gouveia no município. Dossiê – O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) lançou uma campanha nas redes sociais estimulando alunos e professores a realizarem vídeos no celular mostrando as deficiências das escolas da rede pública estadual de ensino em que trabalham ou estudam. Todos as gravações farão parte de um filme que será exibido na Região Metropolitana e nos 13 Núcleos Regionais do Sintepe. Mata Sul - Vários carros da região já circulam com o adesivo “#SEM BARRAGENS, SEM VOTOS!”. A ação é fruto de uma mobilização do movimento SOS Barragens e conta com o apoio inclusive das prefeituras de Cortês e Palmares. [...]
No Agreste, “PE Quer Mudar” confirma candidatura única e arrasta 5 mil pessoas

No Agreste, “PE Quer Mudar” confirma candidatura única e arrasta 5 mil pessoas

No que foi considerado o maior dos eventos da frente das Oposições do estado, o movimento “Pernambuco Quer Mudar” anunciou, em Caruaru, neste sábado (3), que o grupo lançará candidatura única ao governo de Pernambuco nesta eleição. O nome será conhecido em abril. Antes, no dia 7, o conjunto terá novo encontro: no município de Ipojuca, na Região Metropolitana. Na Capital do Agreste, mais de 5 mil pessoas se reuniram no Arena Caruaru, numa demonstração de força política e compromisso em oferecer aos pernambucanos um novo projeto para fazer o estado voltar a crescer. A frente juntou 70 prefeitos, ex-prefeitos, vices, deputados estaduais e federais, além de vereadores, trabalhadores e representantes de setores da sociedade. Anfitriã do evento, a prefeita Raquel Lyra (PSDB) destacou que o atual governo do estado não representa o povo de Caruaru e está numa luta insana em manter o poder pelo poder. “Decidi fazer política porque sei que é através dela que podemos transformar a vida das pessoas, mas não posso fazer isso sozinha. Hoje, não temos ajuda do governo do Estado. Ele está escolhendo quem pagar ou, simplesmente, não está pagando ninguém. A verdade a gente não sabe e a gente precisa de transparência. Essa união é uma saudação ao nosso futuro. Esse é o momento de esquecer cores partidárias e nos apoiar para Pernambuco melhorar”, afirmou. Para o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, o atual governo não conseguiu manter unido o que levou anos para o ex-governador Eduardo Campos juntar com as mãos. "Hoje nós da oposição temos duas certezas: estaremos juntos nas eleições e vamos vencer a disputa", disse. O ex-governador Joaquim Francisco (PSDB) destacou que “mudar” não é apenas um verbo, mas uma proposta de mudança que gera esperança. “Esperança que o povo acredita de marchar num novo rumo para que efetivamente as mudanças ocorram. Por isso digo, esse palanque veio para ficar. Porque tem gente séria, competente e que sabe trabalhar", disse. O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) comparou a situação de Pernambuco com a da Bahia e Ceará e cravou que, nos últimos três meses, Pernambuco está engolindo poeira dos estados vizinhos, em se tratando da segurança e do desemprego. “O Brasil está voltando a crescer e precisamos escolher quem vai liderar Pernambuco. Eu aprendi que é nas dificuldades que conhecemos uma liderança. Este governador que está aí não demonstrou nenhuma qualidade para merecer novamente os votos dos homens e das mulheres de Pernambuco. Decidimos que iremos continuar juntos, unidos, para fazer a maior frente política de oposição da história de nosso estado. Nosso povo já fez a opção pela mudança". “Esse é um projeto coletivo. Aqui estamos para compartilhar as mudanças. O ato do Recife foi um aviso. Em Petrolina, o Sertão se encontrou. Hoje, em Caruaru, temos esse grande ato e em Ipojuca será ainda maior. É nesse caminho, o da mudança, que vamos seguir. Pernambuco precisa de um líder que devolva aos pernambucanos e pernambucanas o trabalho e a esperança”, bradou o deputado federal Bruno Araújo. Ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM) cravou que o estado está desgovernado e sem liderança. “Ao mesmo tempo não tem liderança política para aglutinar as forças principais do Pernambuco de um lado e de outra parte as políticas públicas como saúde, educação, infraestrutura não chegam para atender o povo pernambucano. Falta saúde, falta segurança pública e o estado tem cada vez mais sua infraestrutura física, como estradas, deteriorada”, ressaltou. O senador Armando Monteiro (PTB) destacou que o grupo das oposições é um conjunto que tem história, experiência, juventude, decência e espírito público e vai, a partir de abril, iniciar o trabalho para apresentar uma nova agenda a Pernambuco. “Vamos ouvir a população e recolher contribuições para construir um novo projeto para o Estado. Aquele que merecer a escolha vai a escolha vai, em qualquer hipótese, ter que ter entusiasmo. Sou fiador desse compromisso que hoje se afirma em Pernambuco”, garantiu. Último a discursar, o ex-governador João Lyra Neto (PSDB) acusou que o que a atual gestão diz na publicidade não condiz com a realidade do povo. “É por isso que esse movimento cresce mais a cada dia que passa, porque o povo quer uma nova realidade para o nosso estado. O crescimento político dessa união terá resultado daqui a alguns meses, quando será eleito o próximo governador de Pernambuco. A decisão desse conjunto é que não há projetos pessoais dessas lideranças. Daqui, sairá apenas um candidato a governador”, concluiu. Fotos: Divulgação [...]
No Sertão, “Pernambuco Quer Mudar” leva 3,5 mil pessoas e demonstra força da oposição no Estado

No Sertão, “Pernambuco Quer Mudar” leva 3,5 mil pessoas e demonstra força da oposição no Estado

O grupo de oposição em Pernambuco deu mais uma grande demonstração de força neste sábado (27), em Petrolina, no Sertão, ao reunir mais de 3,5 mil pessoas no segundo evento do “Pernambuco Quer Mudar”, realizado no espaço Coliseu Hall. O ato reuniu os senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB), os ex-governadores Joaquim Francisco e João Lyra Neto (PSDB), os ministros Fernando Filho (Minas e Energia/sem partido) e Mendonça Filho (Educação/DEM) e o deputado federal Bruno Araújo (PSDB). Mais de 60 prefeitos e ex-prefeitos, 11 deputados – entre estaduais e federais - além de trabalhadores e empresários, compareceram à manifestação, sendo recebidos pelo chefe do executivo municipal, Miguel Coelho. O grupo programou para o dia 3 de março próximo evento, em Caruaru, no Agreste. Em seu discurso, o ex-governador João Lyra Neto destacou que o encontro representa a unidade política em torno do futuro de Pernambuco. Já o ex-governador Joaquim Francisco ressaltou a experiência e história de todos os líderes em prol do desenvolvimento do Estado. Ex-ministro das Cidades, Bruno Araújo lembrou que, em outubro, os pernambucanos vão eleger um líder que guiará os destinos do Estado pelos próximos quatro anos. “Pernambuco vai às urnas para votar num líder. E foi isso que faltou em 2014, a eleição de um líder. Estamos aqui hoje para buscar, junto com os pernambucanos, um líder que vai devolver ao Estado o respeito e a liderança que precisamos. Vamos em frente com um Pernambuco novo”. Deputado federal no terceiro mandato, o ministro Fernando Filho lembrou que todas as lideranças do grupo de oposição estão colocando os interesses pessoais em segundo plano para construir um projeto que faça o Estado voltar a crescer. “O passado foi bom, mas não volta mais. Estamos provocados a fazer alguma coisa nova, a apontar um nome novo, a construir uma aliança que possa colocar Pernambuco no lugar que merece”, enfatizou. Para o ministro da Educação Mendonça Filho, o desejo de mudança dos pernambucanos é algo consolidado. Ele ressaltou a falta de articulação política da atual gestão, que não conseguiu avançar em relação aos anos anteriores. “Os pernambucanos já definiram que querem e vão mudar em outubro deste ano. Por isso, esse movimento vai na direção do povo. Estamos discutindo aqui um projeto novo para Pernambuco. Pernambuco como está, sem líder, sem direção, não pode continuar. E essa mudança não pode ser tarefa só das lideranças políticas. Tem que nascer e ser um movimento do povo e para o povo pernambucano. E quando o povo pernambucano quer, acontece”, afirmou. O senador Armando Monteiro realçou que três palavras constituem a essência do grupo oposicionista: unidade, compromisso e convocação. “Esse projeto não pode ser só da classe política, esse é um novo tempo para Pernambuco, de novas posturas e atitudes, de oferecer uma nova agenda ao Estado. Estou pronto para assumir o compromisso de colocar os interesses do conjunto acima das ambições individuais. Na hora própria, vamos ter a capacidade de promover a decisão e me submeterei a essa decisão”, colocou. Último a falar, o senador Fernando Bezerra Coelho ressaltou a força e unidade política em torno do grupo de oposições e garantiu que o sentimento de mudança nos pernambucanos é um caminho sem volta. “Esse grupo reúne biografias com um compromisso só: o de resgatar a autoestima dos pernambucanos. Saímos todos de Petrolina absolutamente unidos. Temos disposição, história, experiência e luta para enfrentar esse novo momento para Pernambuco”, cravou. O “Pernambuco Quer Mudar” é o maior movimento de oposição já consolidado na história do Estado, reunindo até o momento os partidos: PSDB, DEM, PV, PRTB, PTB, PRB e Podemos. Fotos: Divulgação [...]
Radar Político (29/08) – Grupo ameaça hegemonia do PSB

Radar Político (29/08) – Grupo ameaça hegemonia do PSB

Agora é pra valer! O que ontem seria para ser um evento de entrega de 2.400 casas em Caruaru estabeleceu o início do que já é chamado de movimento “Juntos Por Pernambuco”. Tudo porque o encontrou reuniu os principais personagens políticos do Estado que autodeclaram-se “independentes” e possuem um objetivo em comum: Dar fim a hegemonia do PSB no Estado. Embora a solenidade tenha sido um ato institucional conduzido pelo ministro das Cidades, quem atraiu todas as atenções foi o senador Fernando Bezerra Coelho, dissidente do PSB, que deu um tom político ao evento e sem cerimônia provocou e desafiou o seu partido. Em seu discurso, Fernando se dirigiu ao ex-governador João Lyra e soltou a seguinte frase: “João Lyra, em 2006, Caruaru e Petrolina se uniram para apoiar uma candidatura que muitos apostavam que era impossível de vencer. Em 2018, oxalá que teremos de novo mais uma vez a união de Caruaru e Petrolina para que Pernambuco possa voltar a entrar nos rumos do desenvolvimento”, disse indicando está disposto a comandar o time que enfrentará Paulo Câmara em 2018. Além de Fernando Bezerra e Bruno Araújo, o encontro também contou com a presença do senador Armando Monteiro (PTB), dos ministros Mendonça Filho (Educação), Fernando Filho (Minas e Energia) e Raul Jungmann (Defesa), além dos ex-governadores João Lyra e Joaquim Francisco, deputados federais e estaduais e de um grande número de prefeitos, mostrando que a ação também teve por objetivo fazer um contraponto ao Congresso Estadual do PSB realizado no último domingo. Embora não estivesse no evento, o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, já é contabilizado como integrante deste novo grupo político. Afinados 1 - Após participar de uma agenda em Caruaru ao lado dos ministros pernambucanos e do senador Fernando Bezerra Coelho, em um encontro que reuniu as "forças independentes", o senador Armando Monteiro seguiu para Jaboatão dos Guararapes onde foi recebido pelo prefeito Anderson Ferreira (PR), político que também tem dado claros sinais que irá seguir na contramão do Palácio. Afinados 2 - Na visita o senador petebista conheceu as futuras instalações do Centro Administrativo. “O senador Armando Monteiro sempre acreditou que a nossa gestão poderia fazer a diferença, em Jaboatão. Ele acompanhou a nossa trajetória política e, nos momentos de desafios, sempre contamos com seu apoio. Esse Complexo Administrativo que apresentei na visita que fizemos hoje será mais um exemplo de otimização dos trabalhos", destacou o prefeito Anderson Ferreira. A comitiva que acompanhou Armando foi composta pelos deputados federais Ricardo Teobaldo (Podemos) e Jorge Côrte Real (PTB), além dos deputados estaduais José Humberto (PTB) e Silvio Costa Filho (PRB). O caldo vai engrossar – Comenta-se que esta coalizão de forças que está se formando agregará um número considerável de prefeitos, inclusive do PSB. Na região Metropolitana a aliança deverá contar com os prefeitos de Igarassu, Ipojuca, São Lourenço da Mata, Camaragibe e Moreno (todos do PTB), além de Anderson Ferreira (Jaboatão dos Guararapes), Lupércio (Olinda) e os socialistas Lula Cabral (Cabo de Santo Agostinho, imagem) e Júnior Matuto (Paulista). Juntos estes municípios possuem mais de 1.450 milhões de eleitores, o que representa mais de 50% do eleitorado da área Metropolitana. Candidatíssimo - Cortejado pelo PT estadual para formar um palanque na região da Mata Sul, o advogado palmarense Felipe Rodrigues (imagem) será candidato a deputado estadual. Ele é herdeiro político de Chiquinho, ex-vice-prefeito do saudoso Luiz Portela e prefeito por três ocasiões de Palmares, além de ser irmão do vereador Luciano Júnior (PV) e esposo da vereadora Milena Melo (PP). Felipe foi candidato a deputado estadual em 2014 pelo PRP, ocasião em que figurou como o segundo mais votado em Palmares alcançando 2.459 votos na Terra dos Poetas. Um bom reforço - Surpreende o fato do governador Paulo Câmara ainda não ter convidado o ex-prefeito de Ipojuca, Carlos Santana (PSDB), para compor um cargo em sua gestão. Além de fortalecer o palanque da Frente Popular em Ipojuca, a participação de Carlos Santana na gestão socialista poderia agregar não só politicamente, mas, sobretudo administrativamente, uma vez que o ex-prefeito possui uma larga experiência na máquina pública. Aplausos – Merece reconhecimento os resultados obtidos pelo Estado na área de Educação. Ontem o governador Paulo Câmara premiou gestores, professores e os estudantes da Rede Pública Estadual que mais se destacaram no Índice do Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (IDEPE). Com uma melhora significativa no ensino o Estado se destaca por possuir a menor taxa de abandono escolar do país, resultado de que as escolas estaduais são atrativas. A Educação deverá ser o carro chefe da campanha de Paulo Câmara à reeleição. Escrito por Wellington Ribeiro *Quer participar da coluna diária do Blog Ponto de Vista? Envie notícias da sua região para o nosso contato de whatshapp: (81) 99521-6544 (TIM) ou ligue para 97310-1317 (Claro). Se preferir, envie o assunto para o E-mail: blogpontodevistape@gmail.com [...]
9 / 9 POSTS