Dueire formaliza ajuda ao Instituto do Fígado e Transplantes de PE

Saiba mais informações clicando no link

Senador Fernando Dueire Instituto do Fígado de Pernambuco

O senador Fernando Dueire (MDB) se reuniu nesta segunda com a direção do Instituto do Fígado e Transplantes de Pernambuco (IFP). Na ocasião, foi anunciado o repasse de R$ 500 mil através de emenda do Orçamento Geral da União (OGU) de 2023, para despesas de custeio da unidade. A formalização da ajuda foi feita à diretora-presidente do IFP, Leila Beltrão Pereira, à presidente do conselho deliberativo da instituição, Geralda Farias, e a Lais Coutinho, presidente do Núcleo de Assistência aos Pacientes Hepáticos (Naphe).

Os recursos irão ajudar no funcionamento da unidade, que mensalmente realiza 1.800 consultas e mais de 3 mil exames em crianças adultos e idosos. “O serviço prestado pelo Instituto é uma referência em toda a região. Ajudar em seu funcionamento é uma prioridade para todos nós. É unir forças para garantir o funcionamento de uma instituição que faz a diferença na vida de milhares de pessoas”, afirmou o senador, que estava acompanhado do prefeito de Afrânio, Rafael Cavalcanti.

O IFP é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que existe há 16 anos. Nesse período, a instituição se consolidou como um dos mais modernos centros especializados nas ações de pesquisas, ensino, prevenção e tratamento das doenças gastrohepáticas, oriundas do Sistema Único de Saúde (SUS). “Recebemos pacientes de todo Estado e essa ajuda é fundamental para termos condições de comprar os insumos que precisamos. Aqui temos uma linha de cuidado que vai desde a consulta de acolhimento até o procedimento de alta tecnologia”, disse a diretora-presidente do IFP, Leila Beltrão Pereira.

A equipe de profissionais de saúde da unidade dispõe de equipamentos para execução de procedimentos diagnósticos e terapêuticos em gastrohepatologia, como; atendimento ambulatorial adulto e pediátrico, exames de imagem, endoscopia digestiva, coleta de exames laboratoriais e de biologia molecular, hemodinâmica, tratamento a tumores de fígado e atendimento clínico para o transplante hepático.

COMENTÁRIOS