Escola da cidade da Vitória de Santo Antão é agraciada com selo da UNESCO

Saiba mais informações clicando no link

Paulo Roberto  Prefeitura de Vitória de Santo Antão

A Escola Estadual Olívia Carneiro, localizada em Cidade de Deus, limítrofe entre Vitória de Santo Antão e Moreno, recebeu uma notícia especial. A unidade foi agraciada com o selo do Programa das Escolas Associadas (PEA) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A Rede PEA é a representação da Unesco nas escolas de educação básica de todo o mundo que promovem ações e projetos voltados à cultura de paz. A informação foi compartilhada pela equipe gestora da unidade junto com o prefeito Paulo Roberto, nesta quarta-feira (18/10), em live nas redes sociais.

A escola está entre as onze de Pernambuco que foram agraciadas, sendo a primeira da cidade da Vitória de Santo Antão. “É uma excelente notícia para Vitória de Santo Antão, para Pernambuco, para a paz e para a humanidade. Temos que colocar todos nossos esforços para que a gente tenha o melhor dentro da nossa sociedade. Parabéns a GRE Mata Centro e a todos que contribuíram para que essa iniciativa fosse possível”, frisou o prefeito Paulo Roberto.

A unidade de ensino foi selecionada a partir de seus projetos pedagógicos e, ao se tornarem associadas, assumem o compromisso de serem embaixadoras de valores voltados à cultura de paz. “A UNESCO trabalha com a cultura de paz nos ambientes escolares, e a gente sabe que a partir desta cultura de paz, o envolvimento da aprendizagem significativa e efetiva, nós temos um ambiente escolar que propicia uma educação pública de qualidade e harmoniza entre estudantes, professores e servidores. Essa é uma conquista para a população”, explica Sanderson Malta, gestor da escola Olívia Carneiro.

A professora Risolene Lima enfatizou a conquista. “O selo significa para nós que estamos no caminho certo. A gente vai expandir esse trabalho que é feito na Olívia Carneiro para que outras escolas do município também venham a participar”, disse.

COMENTÁRIOS