Governadora Raquel Lyra anuncia mais de R$ 57 milhões de investimentos em estradas que ligam à Zona da Mata Norte

Até agora, o Ouvir Para Mudar já superou a marca de 12 mil participantes nos seminários presenciais e 11 mil através do site

Raquel Lyra Mata Norte Lula da Fonte
Durante a realização das plenárias presenciais do Ouvir para Mudar em Carpina, na Zona da Mata Norte, a governadora Raquel Lyra anunciou mais de R$ 57 milhões para recuperar estradas da região. O seminário regional foi realizado na Escola Técnica Estadual Maria Eduarda Ramos de Barros e contou com a assinatura de autorização para quatro obras que levarão melhorias para a mobilidade da população de toda a região.
Tem sido um movimento que começou no início de setembro para ouvir as prioridades de cada região do estado. Estou acompanhada das lideranças políticas do Estado para que, com essas informações, consigamos elaborar os projetos de lei orçamentária e de plano plurianual, que serão encaminhadas para a Assembleia e indicarão, pelos próximos anos, como é que nós vamos aplicar o orçamento de Pernambuco“, ressaltou Raquel Lyra.
Entre as obras anunciadas estão a requalificação de 10 quilômetros da PE-089 entre os municípios de Sijiri e São Vicente Ferrer, com investimento de R$ 18,5 milhões.
Outra estrada atendida será a PE-091, no trecho de 10 quilômetros, entre Macaparana e Pirauá, que também irá passar por requalificação, com o aporte de R$ 16,5 milhões.
Ainda foi assinada a retomada das obras da VPE-077 de Apoti até Glória do Goitá, numa extensão de 12 quilômetros. A obra está com 82% dos serviços concluídos e envolve o investimento de R$ 11 milhões. A precisão é de que a obra seja retomada já no início de outubro.
A gestora assinou, ainda, a autorização do projeto de elevação do greide na PE-050 entre Feira Nova e Limoeiro, no valor: R$ 11,7 milhões.
A enfermeira Maria Gorette Cysneiros, 51, participou da sala temática de Infraestrutura e dinamismo econômico e comentou que a recuperação das estradas na região é um dos principais pleitos dos moradores. “As estradas que levam à Zona da Mata são de difícil acesso e essa é a nossa oportunidade para colocar em pauta nossas necessidades. Estamos precisando de reforço na infraestrutura das nossas vias que estão danificadas e prejudicam a locomoção da população“, disse.
Temos muitos pleitos para o governo que irei tratar diretamente com a governadora em nome do povo de Carpina. Todos os dias eu ando nas comunidades para entender o que o povo quer, mas com a paciência e a compreensão de que mudar não é fácil e de que precisamos trabalhar juntos, unido“, comentou o prefeito de Carpina, Manoel Botafogo.
Nós estamos aqui para discutir projetos para Mata Norte, para Pernambuco, e esse também é o papel de nós, deputados. O que pedimos aqui é uma solução para chegar água na casa do povo, porque as cidades cresceram, mas as estações de tratamento ainda são antigas. Isso vai ajudar a trazer o desenvolvimento para nossa região”, afirmou o deputado estadual Gustavo Gouveia, que no seu discurso também apresentou pleitos para a infraestrutura, saúde e educação.
Durante o seu pronunciamento no evento, o deputado estadual Antônio Moraes apresentou à governadora uma lista de necessidades da Mata Norte em áreas como saúde, infraestrutura, abastecimento de água e segurança pública. “O Estado precisa reforçar o combate às drogas, pois a violência da nossa região está diretamente relacionada a esta questão. Esta deve ser a prioridade da gestão nesse setor“, observou.
Por sua vez, o deputado federal Lula da Fonte ressaltou a importância de ouvir os moradores de cada localidade. “Ninguém entende mais dos problemas da nossa região do que o povo, que está em contato com eles diariamente. E nós recebemos essas queixas o tempo todo, principalmente com relação às estradas. Vamos ter muito trabalho para executar os serviços nessas vias, mas não tenho dúvidas que, com olhar sensível da governadora, nós vamos resolver esses gargalos“, comentou.
Participaram do evento o secretariado estadual, o deputado federal Lula da Fonte e os deputados estaduais Joaquim Lira, Mário Ricardo, Gustavo Gouveia, Eriberto Filho, Antônio Moraes, Henrique Queiroz Filho, João de Nadegi e Débora Almeida. Também estiveram no local os prefeitos Judite Botafogo (Lagoa do Carro), Zé Roberto (Ferreiros), Botafogo (Carpina), Marcelo Gouveia (Paudalho), Patrick Moraes (Itaquitinga), Guiga (Vicência), Paquinha (Macaparana), Irmão Aluízio (Tracunhaém), Marcone (São Vicente Ferrer), Adriana Paes (Glória do Goitá), Nino (Nazaré da Mata) e Graça Arruda (Lagoa de Itaenga), além de diversas lideranças políticas da região.
Confira algumas propostas solicitadas pela população da Zona da Mata Norte, divididas por temas
Agricultura e meio ambiente
– Dar apoio ao pequeno produtor do campo;
– Valorizar o Prorural;
– Estradas rurais e asfalto de Timbaúba a Goiana;
Criar programa para recuperação de nascentes;
Saúde e qualidade de vida
– Contratar neuropediatra;
– Continuidade do financiamento da saúde básica do município;
– Ampliação dos leitos dos hospitais de referência;
– Ampliação do número de vagas de hemodiálise e cirurgias eletivas;
Segurança e cidadania
– criação de uma gerência/diretoria da segurança pública da Guarda Municipal dentro do organograma da SDS;
– Capacitação das forças de segurança no combate à violência contra a mulher;
– Fortalecimento das políticas de assistência social às crianças e aos idosos;
– Criação das Casas de Passagem regionais;
Infraestrutura e dinamismo econômico
– Descentralizar o programa Morar Bem;
– Duplicar a PE-90 (Carpina a Toritama), PE-41 (do Centro de Carpina ao Shopping), PE-40 e a PE-408;
– Recuperar as estradas vicinais;
– Interiorizar o polo industrial de Goiana;
Água e habitação
– Ampliar o esgotamento sanitário;
– Melhorar o abastecimento de água através do programa Carpinão;
– Melhorar a qualidade da água tratada oferecida à população;
– Ampliar a capacidade de armazenamento da barragem de Carpina;
Educação, cultura, ciência e tecnologia
– Construir uma nova escola  de Ensino Médio na cidade de Lagoa do Carro;
– Valorizar os professores e reajustar salários;
– Melhorar o plano de saúde Sassepe;
– Contratar intérpretes em libras para as escolas e universidades

COMENTÁRIOS