Deprecated: Hook custom_css_loaded is deprecated since version jetpack-13.5! Use WordPress Custom CSS instead. O Jetpack não é mais compatível com CSS personalizado. Leia a documentação do WordPress.org para saber como aplicar estilos personalizados ao seu site: https://wordpress.org/documentation/article/styles-overview/#applying-custom-css in /home/u249530162/domains/blogpontodevista.com/public_html/old_blogpontodevista/wp-includes/functions.php on line 6078
Mendonça Filho e aliados voltam a rebater grupo de Luciano Bivar – Blog Ponto de Vista

Mendonça Filho e aliados voltam a rebater grupo de Luciano Bivar

Saiba mais informações clicando no link

Mendonça Filho Miguel Coelho Lucielle Laurentino Antônio Coelho
Rebatendo a nota divulgada nesta quinta por mais de 40 diretórios municipais do União Brasil Pernambuco, a chapa de oposição Pernambuco do Bem, formada pelos deputados Mendonça Filho, Fernando Filho, Antonio Coelho, pelos prefeitos de Petrolina, Simão Durando, de Bezerros, Lucielle Laurentino, o ex-candidato a governador Miguel Coelho, e pelo vereador do Recife, Victor André Gomes, entre outros, reafirma que a justiça reconheceu irregularidade na criação de dezenas de diretórios municipais do União Brasil Pernambuco.

Nota oficial Chapa Pernambuco do Bem

“A chapa de oposição Pernambuco do Bem, formada pelos deputados Mendonça Filho, Fernando Filho, Antonio Coelho, pelos prefeitos de Petrolina, Simão Durando, de Bezerros, Lucielle Laurentino, o ex-candidato a governador Miguel Coelho, e pelo vereador do Recife, Victor André Gomes, entre outros, reafirma que as irregularidades na criação de dezenas de diretórios municipais do União Brasil Pernambuco foi reconhecida pela Justiça, que suspendeu as atividades dos diretórios irregulares, o que tornou sem efeito o resultado da convenção estadual. Qualquer outra afirmação em sentido contrário, pode ser atribuida ao desepero de setores do partido que foram punidos pela Justiça por descumprir o Estatuto partidário por tentar inflar o colégio eleitoral da convenção com votos sem legitimidade legal”.

COMENTÁRIOS