Prefeito João Campos vistoria recuperação de pontes

A Ponte Princesa Isabel está sendo recuperada, com investimento de R$ 10,6 milhões na estrutura. Prefeito João Campos acompanhou a realização dos trabalhos nesta terça-feira (1°)

Prefeito João Campos Prefeitura do Recife

A histórica Ponte Princesa Isabel, que liga os bairros da Boa Vista e Santo Antônio desde 1863, está passando por uma grande obra de recuperação estrutural realizada pela Prefeitura do Recife por meio da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). Na manhã desta terça-feira (1º), o prefeito do Recife João Campos vistoriou os serviços, que fazem parte do Programa de Recuperação de Pontes, ao lado da secretária de Infraestrutura da cidade, Marília Dantas, e da chefe do Gabinete do Centro do Recife (Recentro), Ana Paula Vilaça. Com um custo de R$ 10,6 milhões, a intervenção teve início em dezembro do ano passado e deve ser concluída em junho de 2024 (15% da obra já foi realizada).

“A gente está fazendo uma recuperação da Ponte Princesa Isabel no valor de mais de R$ 10 milhões porque a estrutura já estava bastante danificada e poderia gerar riscos se não fosse feito nenhum tipo de intervenção. A Prefeitura está fazendo a obra que no próximo ano estará pronta. É uma obra que pouca gente vê porque é por baixo da ponte, mas é uma obra necessária para a gente cuidar das pessoas garantindo a segurança viária e também cuidar do nosso patrimônio e manter o título de Cidade das Pontes”, comentou João Campos na ocasião.

Prefeito João Campos Prefeitura do Recife

O gestor municipal também aproveitou a oportunidade para lembrar da história da estrutura por onde passam tantos veículos e pedestres diariamente: “Ela foi construída em 1863 por uma equipe inglesa, mas foi projetada pelo francês Louis Léger Vauthier, o mesmo que fez o projeto do Teatro de Santa Isabel e do Mercado de São José. Em 1913, ela foi reconstruída em concreto armado, porque a primeira versão era de aço. Em 1967, foi recuperada depois de duas grandes cheias que acometeram a nossa cidade, já na gestão de Augusto Lucena como prefeito do Recife. Agora em 2023, estamos fazendo a recuperação de R$ 10 milhões”.

Além da recuperação do tabuleiro da ponte, o projeto conta com a recuperação do guarda-corpo, substituição de 90 aparelhos de apoio, recuperação das vigas e lajes, chegando a um total de 9.333,17 m² de área recuperada e reforçada, dentre outras intervenções.

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO DE PONTESO Programa de Recuperação de Pontes já beneficiou as pontes Giratória, da Torre, do Derby e a Motocolombó, além das juntas de dilatação de viadutos como os de Joana Bezerra, Via Mangue e da Avenida Norte. Todos os anos, a Emlurb também realiza a manutenção externa das pontes. Os serviços abrangem a pintura das estruturas, pequenos consertos nos elementos mais visíveis como guarda-corpo, vigas de bordo, iluminação e passeios, por exemplo. Essas ações também funcionam como uma camada de impermeabilização para o concreto, além de eliminar as pichações existentes nas estruturas.

COMENTÁRIOS