Deprecated: Hook custom_css_loaded is deprecated since version jetpack-13.5! Use WordPress Custom CSS instead. O Jetpack não é mais compatível com CSS personalizado. Leia a documentação do WordPress.org para saber como aplicar estilos personalizados ao seu site: https://wordpress.org/documentation/article/styles-overview/#applying-custom-css in /home/u249530162/domains/blogpontodevista.com/public_html/old_blogpontodevista/wp-includes/functions.php on line 6078
Delegada Patrícia Domingos pede ao MP inquérito para investigar prefeito de Araçoiaba – Blog Ponto de Vista

Delegada Patrícia Domingos pede ao MP inquérito para investigar prefeito de Araçoiaba

Saiba mais informações clicando no link

Delegada Patricia Domingos Prefeitura de Araçoiaba Concurso Público
A delegada Patrícia Domingos solicitou ao Ministério Público de Pernambuco que apurasse a possível pratica de improbidade administrativa por parte do prefeito de Araçoiaba, Jogli Uchôa (DEM), município da região metropolitana do Recife. Ela foi pessoalmente à sede do MP em Igarassu e apresentou a ação nesta quarta-feira, junto com representantes dos concursados prejudicados (03).
No processo, Jogli Uchôa é acusado de ter cancelado um concurso público para a prefeitura de Araçoiaba, realizado em 2020, por meio de um decreto municipal (n° 04/2021), sem apresentar justificativas. Posteriormente, as vagas que deveriam ser preenchidas pelo certame, foram ocupadas por cargos comissionados.
Entre os comissionados que hoje ocupam a Prefeitura de Araçoiaba, dois já haviam tentado o cancelamento do concurso por meio da justiça, sendo que um deles é o atual secretário adjunto da gestão. O certame oferecia 370 vagas.
Junto à ação, um vídeo foi anexado em que o prefeito confessa ser o responsável pela ação que visava o cancelamento do concurso durante uma entrevista à uma TV de Pernambuco. “O prefeito chegou a dizer que ‘nós ingressamos [com uma ação]’, logo em seguida fazendo a ‘correção’ no sentido de dizer que ‘fiquei sabendo que uma pessoa ingressou com uma ação para suspender esse concurso’, no que foi questionado pelo próprio entrevistador a respeito de seu ato falho. Portanto, a situação é calamitosa e conta até mesmo com confissão”, justifica o documento.
“Os concursados fizeram investimentos, dedicaram sua vida estudando, muitos largaram seus empregos, e agora são surpreendidos com o cancelamento arbitrário do concurso. Estamos aqui defendendo o direito dos concursados, que estão legitimamente lutando para trabalhar”, diz a delegada Patrícia.
Gravatá
A delegada Patrícia solicitou um inquérito parecido ao Ministério Público em Gravatá em julho. No processo, o prefeito Joselito Gomes também é acusado de cancelar um concurso, sem justificativas, e depois ocupar as vagas com cargos comissionados.
A delegada ficou conhecida em Pernambuco pelo combate à crimes administrativos em prefeituras, câmaras municipais e Governo do Estado. Em algumas das operações quando foi titular da extinta delegacia de combate à corrupção, prendeu o prefeito de Catende, na zona da mata sul, por desvios e lavagens de dinheiro, e executivos de uma empresa que desviavam verba da merenda escolar.
Em 2018, a delegacia foi fechada por meio de um projeto do próprio do Governo do Estado.

COMENTÁRIOS