Jaboatão dos Guararapes lança projeto de sustentabilidade na Semana do Meio Ambiente

Saiba mais informações clicando no link

Mano Medeiros Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes

Para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado hoje (05), a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, em parceria com o ICLEI (Governos Locais para Sustentabilidade), lançou projeto para formação de 480 estudantes da rede municipal de ensino como Embaixadores da Justiça Climática. O objetivo é envolver crianças de 7 a 12 anos no enfrentamento às mudanças climáticas, tornando-os multiplicadores de ações de preservação ambiental junto aos seus familiares e comunidade onde residem. Para isso, o prefeito Mano Medeiros assinou carta de intenção com o ICLEI, na manhã desta segunda-feira.

A capacitação será feita pelo ICLEI junto com as Secretarias do Meio Ambiente e Educação e Esportes do Jaboatão. Ela abrangerá alunos de oito escolas da rede municipal, onde serão realizadas oito oficinas temáticas, tais como emissão de gás carbônico, descarte do lixo, emissão de gases poluentes, entre outras. Cada turma será composta por 60 alunos. Ao final do curso, no mês de dezembro, cada estudante fará o plantio de uma árvore.

“É um momento especial estarmos lançando esse grande projeto em Jaboatão, no dia do Meio Ambiente, em parceria com um órgão referenciado internacionalmente como o ICLEI. Considero fundamental envolvermos as crianças da rede municipal de ensino na preservação ambiental e nada melhor do que fazermos essa formação com quem tem experiência. Tenho convicção dos resultados positivos dessa e de outras atividades que virão dessa parceria”, afirmou o prefeito Mano Medeiros.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente do município, Edson Queiroz, defendeu que a educação ambiental precisa ser debatida desde cedo nas escolas, pois as crianças aprendem rapidamente a importância desse tema e multiplicam o conhecimento. Já a coordenadora de Baixo carbono e Resiliência Brasil do ICLEI, Keila Ferreira, destacou que a ação implica em uma transformação ambiental e social.  “A sociedade civil precisa se conscientizar dos riscos climáticos e colaborar para reduzir os desastres ambientais, evitando, por exemplo, jogar lixo incorretamente no meio ambiente. Temos que promover ações para mitigar esses efeitos negativos”, pontuou Keila.

Várias atividades serão realizadas pela prefeitura ao longo desta semana, entre elas o plantio de árvores frutíferas, peça teatral sobre educação ambiental e Feira da mulher empreendedora com venda de produtos (artesanato, alimentação, brinquedos) elaborados por mulheres capacitadas pelo município. No Complexo Administrativo, os funcionários estão compartilhando mensagens sobre o tema e trocando eletrotécnicos por mudas.

COMENTÁRIOS