Deprecated: Hook custom_css_loaded is deprecated since version jetpack-13.5! Use WordPress Custom CSS instead. O Jetpack não é mais compatível com CSS personalizado. Leia a documentação do WordPress.org para saber como aplicar estilos personalizados ao seu site: https://wordpress.org/documentation/article/styles-overview/#applying-custom-css in /home/u249530162/domains/blogpontodevista.com/public_html/old_blogpontodevista/wp-includes/functions.php on line 6078
Romero Albuquerque propõe distribuição gratuita de abafadores de som para alunos com espectro autista – Blog Ponto de Vista

Romero Albuquerque propõe distribuição gratuita de abafadores de som para alunos com espectro autista

Saiba mais informações clicando no link

Deputado Estadual Romero Albuquerque

Deputado Estadual Romero Albuquerque (União Brasil) Foto: Wesley D’Almeida


No dia a dia, na escola ou em outros espaços frequentados por crianças, os sons e ruídos podem gerar incômodo, estresse e irritação em crianças com sensibilidade auditiva, como é o caso daquelas portadoras do espectro autista. Pensando nisso, o deputado Romero Albuquerque protocolou o projeto de Lei 997/2023, que institui o Programa de Distribuição Gratuita de Abafadores de Som, que beneficiará alunos das escolas públicas estaduais de Pernambuco.

A distribuição desses abafadores, devidamente certificados e adaptados às necessidades das crianças, proporcionará um ambiente mais acolhedor e inclusivo. A redução dos estímulos sonoros excessivos permitirá que as crianças se concentrem melhor nas atividades escolares, estimulando seu aprendizado e bem-estar emocional”, diz a justificativa.

O texto diz que as escolas deverão contar com o apoio de profissionais da área de saúde, como fonoaudiólogos e psicólogos, para auxiliar na identificação das crianças que necessitam dos abafadores de som. Para garantir o sucesso do programa, as escolas deverão ainda promover a conscientização sobre a importância do respeito à sensibilidade auditiva das crianças, por meio de campanhas educativas voltadas aos estudantes, professores, funcionários e comunidade escolar.

A implementação desse programa contribuirá para a conscientização e sensibilização de toda a comunidade escolar em relação às necessidades específicas dessas crianças, fomentando uma cultura de respeito e inclusão”, Romero pontua.  

COMENTÁRIOS