Deprecated: Hook custom_css_loaded is deprecated since version jetpack-13.5! Use WordPress Custom CSS instead. O Jetpack não é mais compatível com CSS personalizado. Leia a documentação do WordPress.org para saber como aplicar estilos personalizados ao seu site: https://wordpress.org/documentation/article/styles-overview/#applying-custom-css in /home/u249530162/domains/blogpontodevista.com/public_html/old_blogpontodevista/wp-includes/functions.php on line 6078
Joel da Harpa quer ampliação do suporte psicológico para salva – vidas – Blog Ponto de Vista

Joel da Harpa quer ampliação do suporte psicológico para salva – vidas

Saiba mais informações clicando no link

Deputado Joel da Harpa
Quando os salva – vidas precisam de ser salvos. Há quem os ajude? Nos últimos dias, devido aos ataques de tubarão, o trabalho desses profissionais tem ganho destaque na mídia. Para o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental da Assembleia Legislativa, o Deputado Joel da Harpa, é preciso um suporte de assistência psicológica especial seja para os bombeiros militares, civis ou guardas municipais que estão atuando nas praias.

“Por melhores equipamentos que tenham, o sucesso do trabalho de um salva – vidas ocorre devido a sua inquestionável coragem de entrar nos mares, mesmo correndo o risco de ser atacado pelo tubarão. São os heróis de todos os dias, os salvadores da pátria, mas quando precisam de ajuda ficam completamente sós”, diz Joel. Segundo o parlamentar, o tema do acompanhamento psicológico é ainda um “tabu” para a maioria desses profissionais, agravado pela imagem que têm de si próprios.

“Os bombeiros, principalmente, têm a função reconhecida mundialmente, são salvadores da pátria, ninguém acha que precisam de apoio. E é por parecerem indestrutíveis que nunca procuram ajuda. Até porque, se eles precisam de ajuda, então o mundo estaria perdido. Mas sabemos que não estamos lidando com máquinas e o momento é delicado”, conclui. O deputado garante que o assunto deverá ser discutido nos próximos dias pela Frente.

COMENTÁRIOS