Tag: Cultura

1 2 3 4 17 20 / 165 POSTS
Pernambuco Centro de Convenções recebe 17 eventos em agosto

Pernambuco Centro de Convenções recebe 17 eventos em agosto

Só no Teatro Guararapes serão 11 apresentações, o recorde do ano. Alcione, Ney Matogrosso, Fábio Jr., Adriana Calcanhoto, Nando Reis e Alceu Valença são alguns dos artistas que vão subir ao palco [...]
Vice-governadora Priscila Krause visita Armazém da Arte e Negócios, que promove artesanato e novas oportunidades no Festival de Inverno de Garanhuns

Vice-governadora Priscila Krause visita Armazém da Arte e Negócios, que promove artesanato e novas oportunidades no Festival de Inverno de Garanhuns

A vice-governadora Priscila Krause visitou, ontem, o Armazém da Arte e Negócios que integra a programação do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) deste ano. No local, 87 artesãos do Estado estão expondo peças artesanais e de produção alimentar, além dos artistas plásticos que integram o espaço com fotografias e pinturas. O espaço é organizado por meio de uma parceria da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e a Secretaria Estadual de Cultura (Secult) com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “Esse é um espaço importante na programação do FIG porque, ao mesmo tempo que auxilia os artistas exporem seus trabalhos, promove o fortalecimento do setor e é mais um espaço para garantir mais renda aos expositores”, comentou Priscila Krause. “Outro ponto importante é o encontro de gerações, a dos mestres já consolidados como Fida e Marcos Siqueira, com os que estão começando suas carreiras. É uma troca importante entre eles, além de servir como inspiração aos novos talentos”, completou. O Armazém da Arte e dos Negócios funciona desde 2017 e se consolidou como uma das atrações do festival no Parque Euclides Dourado, em Garanhuns. Para o visitante que está prestigiando o festival em Garanhuns, a visita ao Armazém da Arte e dos Negócios proporciona conferir de perto peças artesanais como bolsas, artesanatos em madeira, almofadas e decorações, sabonetes, bijuterias, bonecas em feltro, roupas e acessórios para pet, telas, pinturas em tecido, arte em cerâmica, biscuit, arte com reciclados e pratarias. Na área de alimentação, há produtos como bolo de rolo, molho de pimenta, geleias, licores, cachaças e biscoitos. Além disso, este ano a Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe) inaugurou um espaço para as bebidas pernambucanas artesanais no local. São cervejas, cachaças, vinhos, espumantes e licores artesanais pernambucanos que estão sendo comercializados durante todo o festival, que termina no dia 30 de julho. QUEIJOS E VINHOS – Uma novidade no Armazém da Arte e Negócios é o espaço dedicado exclusivamente aos queijos e vinhos. Batizado como Espaço Queijos e Vinhos, a atração conta com 10 participantes que produzem queijos e vinhos na região de Garanhuns. A unidade do Sebrae em Petrolina também trouxe empresas da cidade sertaneja para expor no local. O visitante tem como degustar e experimentar alguns rótulos. A ideia foi unir o clima de Garanhuns aos produtos apresentados e abrir novos mercados para os expositores, consolidando novos negócios dentro do festival. [...]
Deputado Luciano Duque destaca Dia do Xaxado, que é celebrado hoje (7) em Pernambuco

Deputado Luciano Duque destaca Dia do Xaxado, que é celebrado hoje (7) em Pernambuco

A data foi instituída a partir de Projeto de Lei do deputado estadual Luciano Duque Hoje, 7 de julho, aniversário de uma das mais icônicas personalidades nordestinas, o cangaceiro Virgulino da Silva Ferreira, conhecido popularmente como Lampião, foi escolhido também para ser celebrado como o Dia Estadual do Xaxado. A proposição de incluir a data no calendário de eventos oficial de Pernambuco, foi do deputado estadual Luciano Duque. O parlamentar é natural de Serra Talhada, antiga Vila Bela, onde nasceu o cangaço e também a dança originalmente pernambucana inventada pelos cangaceiros. O xaxado inicialmente era exclusivamente masculino, já que na época não existiam mulheres no cançago. “O rifle, além de fazer a proteção do bando, fazia também o papel de dama e de instrumento. Já que as batidas ritmadas com a coronha da arma sobre o chão também puxavam o passo”, explica o deputado. A atual versão em pares que dançamos ou assistimos em apresentações, surgiu com a chegada de Maria Bonita e outras mulheres. Patrimônio cultural imaterial, a dança ganhou visibilidade nacional no Carnaval, deste ano, nos desfiles das escolas de samba Macha Verde, em São Paulo, que levou o segundo lugar, e da Imperatriz Leopoldinense, grande campeã do Rio de Janeiro. Segundo o parlamentar, o cangaço e o xaxado representam a resistência da mulher e do homem sertanejos. “Um povo, que apesar de todas as dificuldades, não desiste e não se entrega”, disse. [...]
1 2 3 4 17 20 / 165 POSTS